Categorias
Alerta Vermelho

Lidando com Feedback

Noto, com bastante preocupação, que as mulheres são muito mais sensíveis aos feedbacks do que os homens. Talvez tenha a ver com resquícios de uma formação que nos ensinava a ser bonitinhas, boazinhas, gentis, elegantes… Por mais que isso esteja fora de moda, de alguma forma trazemos em nossa memória atávica séculos de ensinamentos de humildade.

Seja como for, as formas de feedback podem ser diferentes, mas sempre parecem afetar a auto-estima feminina. Muitas vezes, uma brincadeira pode magoar e fazer uma pobre mulher buscar maneiras de corrigir o que parece estar errado. Elas não se detêm muito em pensar, digerir, buscar o real significado de um comentário pouco elogioso.

Elas não apenas levam a sério os feedbacks negativos, como sofrem com eles, sentem com o coração. Ao fazer uma auto-avaliação, as mulheres têm maior possibilidade de se convencerem de que precisam melhorar em algo, mesmo que comentado por acaso. Os homens são menos propensos a fazer o mesmo e no geral, acham que seu desempenho é bom, a menos que seja claramente especificado que não é.

Certamente as mulheres podem melhorar sua maneira de ver os feedbacks e a si mesmas se decidirem pensar um pouco mais no assunto. Receber críticas não é agradável para ninguém, mas é preciso dar a real dimensão ao fato, você não é única. Isso não significa que estou recomendando ignorar seus sentimentos, pelo contrário, viva-os e descubra porque está sentindo dor e desgosto. Só então deve pensar numa reação objetiva, sem exageros ou aflição. Tenho certeza de que descobrirá que, mais do que o que foi dito, sua mágoa se refere ao quanto você quer ser admirada.

Uma forma muito efetiva de sair fora desse momento negativo é perguntar a quem lhe deu o feedback quais são as sugestões dela ou dele para você corrigir ou melhorar seu desempenho. Muitas vezes, a pessoa nem sabe bem o que queria dizer, especialmente se não for um processo formal. No entanto, se você ouvir sugestões de melhoria, crie uma lista de ações para obter um desempenho mais adequado. Nunca sem antes ouvir outras opiniões.

Fotos copiadas do Google e um recorte de Unsplash (Firmbee.com)
Categorias
Carreiras - Construção e Transição Desenvolvimento de Pessoas

Cuidado, estresse é venenoso, pode acabar com o dia

Captura de Tela 2016-05-23 às 17.37.56De repente não é apenas a ansiedade que está cada dia maior, você começa a perceber que anda cometendo mais erros do que considera aceitável. Então, seu cabelo começa a cair, suas noites estão cada vez mais mal dormidas, você se irrita com pequenas coisas que nunca o incomodaram. É estresse, meu caro, e vai ficar pior se você não tomar providências para resolver.

Os especialistas definem estresse como  “o estado gerado pela percepção de estímulos que provocam excitação emocional e, ao perturbarem a homeostasia, levam o organismo a disparar um processo de adaptação caracterizado pelo aumento da secreção de adrenalina, com várias consequências sistêmicas”.

Captura de Tela 2016-05-23 às 17.39.05Naturalmente você sabe o que é, não é sua primeira vez. Todos nós passamos por esse tipo de situação uma vez ou outra. Sofremos de estresse quando nos sentimos ameaçados , sobrecarregados ou quando acreditamos que não somos suficientemente capacitados para lidar com uma situação desafiadora.

Evidentemente isso causa problemas de saúde que podem ficar graves no longo prazo, afetando a qualidade do nosso dia-a-dia, de nossas relações pessoais, nosso trabalho, nossa produtividade.

Bem, então mãos à obra, é hora de se livrar ou diminuir o problema. Você pode começar com uma análise da situação para saber o que é mais importante e prioritário e organizar suas próximas ações de acordo. Algumas estratégias de gerenciamento de tempo poderão ajudá-lo a lidar com essas prioridades adequadamente.

Captura de Tela 2016-05-23 às 17.40.53Ah, lembre-se que quanto mais você pensar que não é capaz, mais seu estresse vai aumentar. Em vez disso, tente descobrir o que mais você precisa para lidar com a situação: informações, ajuda, planejamento, tempo? Vá atrás para conseguir o que precisa. Deixe de lado pensamentos negativos, troque-os por ação.

Use sua rede de contatos para ajudar, seja a família, os amigos, colegas, conselheiros, psicólogos. Você nem pode imaginar como crianças e cachorros ou gatos podem ajudar a diminuir a tensão. Busque opinião de especialistas, se achar que isso pode ajudar.

Quem sabe seja a hora de aprender como lidar melhor com mudanças, de aumentar sua resiliência. Pergunte-se se não está sendo perfeccionista, se não está com medo de falhar ou até está com medo do sucesso. Muitas vezes o sucesso é mais assustador que a falha. Se não conseguir determinar sozinho, busque alguém para discutir o assunto. Muitas vezes nem precisamos de outras opiniões, o fato de falar no assunto torna as coisas mais claras.

Captura de Tela 2016-05-24 às 08.27.38É fundamental saber distinguir pessoas tóxicas próximas a você. Afaste-se, mesmo que se ache na obrigação de ficar por perto. Afinal, você precisa estar bem até para ajudar outros.

Perceba se seu espaço de trabalho é agradável, se tem as condições adequadas para você fazer o que precisa. Telefones, computadores, redes funcionam bem? O ambiente é muito barulhento para seu gosto? Sua cadeira e confortável? A luz é boa? Pequenas contrariedades das quais nem temos consciência podem ser uma fonte importante de estresse. Você pode fazer pequenas mudanças e melhorar seu ambiente sem muito esforço.

Captura de Tela 2016-05-23 às 17.43.15.pngSobretudo, dê-se momentos de pausa para relaxar. Pode ser que o melhor seja ir para a academia praticar atividade física, necessária para sua saúde. Quem sabe, um ou outro momento de meditação? Um passeio no parque? Um filme engraçado ou romântico? Importante é manter seus pensamentos longe daquilo que está criando tensão.

Exercícios de relaxamento ajudam muito e algumas vezes enquanto você está num momento desses, algumas ideias novas poderão ajudar a resolver questões que estão bloqueadas.Captura de Tela 2016-05-24 às 08.17.55

E, não esqueça, procrastinação é fonte de angústia. Aquele ditado bobinho que você ouviu quando era criança ainda tem valor: não deixe para amanhã o que pode fazer hoje!

 

 

Categorias
Carreiras - Construção e Transição

Chefe tirano, quem aguenta?

Parece que isso é uma coisa completamente fora de moda, que não existe mais. No entanto, tenho visto tantas pessoas contarem dos chefes tiranos com que têm que lidar, que nem consigo acreditar. Essa figura grotesca ainda tem espaço em diversas empresas e eu não sei como nem porque.

No geral esse tipo de sujeito tem uma insegurança intrínseca como líder, como profissional e até como pessoa. Usa o poder para diminuir os outros que é a maneira com que consegue se sentir superior. Obviamente, o que ele precisaria é de uma terapia de longa duração, mas você que tem que aturá-lo no dia-a-dia não pode nem pensar em sugerir algo assim. Então, terá que lidar com isso.

Primeira coisa, reforce sua auto-estima, tenha clareza de sua capacidade de trabalho, da sua boa educação, do seu papel dentro da empresa. Depois, lembre-se que uma pessoa assim tem problemas, ou seja, ele tem problemas, você não. Não fique se queixando pelos corredores, não dê mais ibope do que o cara merece. Tem alguns desses tiranos que adoram fazer o gênero e saber que é motivo de angústia e assunto dos subordinados.

Se as exigências forem muito além do razoável, trabalho em horas muito fora do normal, reuniões loucas no fim do dia, convocações para trabalhar sábados ou domingos, comece a pensar em soluções mais radicais. Você pode tentar conversar com ele, chamar a atenção para o fato de ele estar extrapolando os limites razoáveis. Explique que o seu rendimento – e de outras pessoas – será menor, que os resultados poderão ser falhos em razão da pressão contínua. Pode ser que funcione, se você sentir-se confortável nesse papel. Se achar que vai desmoronar, nem tente, não se mostre mais frágil porque ele vai adorar e quem sabe, piorar.

Você pode procurar a área de Recursos Humanos e fazer uma queixa formal. O resultado vai depender de o quanto o RH for flexível para lidar com esse tipo de situação. Em algumas empresas, os responsáveis pela área têm medo de fazer seu papel e enfrentar chefes tiranos exige uma certa coragem. Outra possibilidade é “passar por cima” e falar da situação com o chefe superior. Cuidado, porque o apoio entre pares e semelhantes, que sempre existe nas empresas, pode anular qualquer esforço que você fizer. Pode até piorar a situação.

Seja qual for o caminho que seguir, esteja preparado para consequências. Comece a pensar em pedir transferência de área ou até em buscar outro emprego. Afinal, deixar que um tirano acabe com sua tranquilidade e paz pode significar uma doenca no futuro. Lembre-se que não tem o que ou quem justifique você optar por ser infeliz. Sei de amigos que estão fazendo tratamento para depressão, coração, úlcera, em razão desse tipo de situação. Não seja um deles, cuide de você.