Categorias
Carreiras - Construção e Transição Confetes e News

Homens X Mulheres – Reinvenção profissional

Então, cá estamos em 2022. Continuamos vivendo esses tempos complicados, com uma pandemia que não acha seu fim, uma radicalização nas opiniões, uma patrulha ideológica pesada. E, claro, temos que nos adaptar ou sofrimento e desconforto vão nos levar a um estado de esgotamento mental enorme. O que podemos fazer, nós, que não somos médicos, enfermeiros ou pesquisadores do assunto?

Na verdade, podemos seguir as regras para ser socialmente aceitos e ir em frente. Dei folga para mim mesma nos últimos dias, tanto de tarefas quanto de pensamentos, diminui bastante minha busca de informações nos jornais e TVs e recomeço hoje com a mente descansada. Decididamente, a única coisa que posso fazer é continuar a viver como sempre, mesmo com restrições de contatos, vacinas e máscaras (esta tem me trazido muito mal-estar, confesso).

Vai daí, estou pensando num ponto que me intriga bastante. Por que o número de mulheres que se reinventam profissionalmente é maior do que o de homens? Vejo isso entre ex-colegas, amigos, conhecidos. Mulheres acostumadas ao ambiente corporativo estão atuando em áreas completamente diferentes, no geral relacionadas a criatividade e flexibilidade de horários, enquanto os homens continuam prestando consultoria às áreas nas quais trabalharam por muitos anos.

Claro que preciso fazer uma pesquisa séria para saber se isto realmente é uma verdade ou se estou percebendo apenas um pedacinho do todo. É minha impressão, apenas, sem nenhuma prova científica, talvez outras pessoas possam me dizer como estão vendo o fenômeno.

Entretanto, não posso deixar de observar mulheres que saíram de áreas bem específicas como finanças, marketing, produção transformando-se em grandes artesãs, artistas, criadoras de moda, produtoras de comida (muito conveniente em tempos de pandemia), cultivadoras de frutos, flores e ervas. Enfim, temos novas escritoras, consultoras de carreira e de vida, cantoras, professoras… Elas estão todas por aí, mostrando habilidades que estiveram escondidas, muitas vezes por toda uma vida.

E os homens? Muito poucos se aventuraram nesse caminho desconhecido. Sei que a vida corporativa sempre foi mais difícil para as mulheres, também conheço a dificuldade de ser recontratada depois de uma certa idade, e isso é mais grave para elas, mas acredito que elas são mais flexíveis. A escolha masculina pode ter muitos porquês: melhores rendimentos, maior familiaridade proporcionada pela formação e experiência, uma certa rigidez em abrir mão da imagem, enfim, quero muito saber mais.

Ainda pretendo fazer uma pesquisa sobre estas razões, mas precisarei de ajuda pois esse é um campo em que não me saio muito bem. Enquanto isso, se alguém quiser me ajudar, compartilhe suas impressões. Ficarei muito agradecida.

Categorias
Carreiras - Construção e Transição Confetes e News Desenvolvimento de Pessoas

Desafios da Liderança

Existem muitos líderes que se acham bons e acreditam que não precisam aprender mais nada. Claro que o simples fato de não ser mau, já faz uma boa diferença. Mas, que tal ser um ótimo líder? Certamente isso vai se refletir no desempenho da equipe, no resultado final e, quem sabe até, esse cara pode se tornar uma referência na sua empresa.

Enfim, aqui vão algumas dicas para passar de uma estágio ao outro. Uma primeira atitude que vai carregar você para uma melhor posicionamento é você demonstrar confiança na sua equipe. O medo de que alguém cometa um erro pode fazer com que você centralize tudo e as possibilidades de seu time se desenvolver ficarão limitadas. Se existir alguém em que você não acredita, trate de ajudar a melhorar ou troque por alguém mais eficiente. Faça isso com muito critério, pois muitas vezes uma ajudazinha pode transformar um “mais ou menos” num excelente colaborador.

Ah, elogie a equipe sempre que o trabalho seja bem feito. Tenho certeza de que eles apreciarão seu reconhecimento, mesmo que não venha imediatamente acompanhado de aumentos salariais ou outros prêmios pecuniários imediatos. Mostrar que você é capaz de enxergar os esforços deles e como os aprecia vai criar boa vontade e mais dedicação.

Preste muita atenção aos pontos fortes de cada membro do grupo, só assim poderá relacionar habilidades com tarefas. Mostre o quanto um conhecimento ou experiência pode ser bem aproveitado no projeto que está coordenando, vai reforçar a confiança de todos. Estimule a cooperação e esclareça o quanto cada capacitação pode ser reforçada pelas outras.

Muito importante também é mostrar o quanto as tarefas são fundamentais para os resultados. Conte sempre sobre os ganhos que o time ou a empresa tem – ou terá – com o trabalho deles. É horrível para qualquer um não saber porque está trabalhando e se esforçando.

Ao final de um projeto, não deixe de pedir um feedback do seu desempenho como líder. Saiba o que poderá fazer melhor da próxima vez e deixe claro que está considerando a opinião de todos. E use essas informações para melhorar, sempre tem espaço para mais. Assim você chega lá.

Fotos: Taxila Business School e de sites encontrados no Google

Categorias
Carreiras - Construção e Transição Desenvolvimento de Pessoas

Essa professora especial: a natureza

Precisamos sobreviver… nosso mundo está no limite, à beira do esgotamento e as mudanças climáticas, as doenças e até essa pandemia que nos assola no momento, são avisos para que os seres humanos busquem alternativas ao uso indiscriminado dos recursos naturais.

Esse não é um discurso de militante ambiental, é apenas a manifestação de minhas preocupações com o mundo em que nossas crianças vão viver. Ao mesmo tempo, é um chamado aos profissionais interessados em oportunidades de carreira inovadoras e colaborativas com o futuro.

Os desafios impostos por um planeta superpovoado, com uma natureza exaurida e meios finitos exigem não apenas que sejam criadas formas de sustento das populações, como diferentes abordagens para gerir as pessoas e os negócios com maior eficiência. Vai daí, andei estudando um pouco a respeito e descobri (tardiamente, claro) que uma área em pleno desenvolvimento vem se tornando fundamental para criar possibilidades de termos soluções de curto prazo aqui mesmo no planeta Terra: a Biomimética.

Não conhecia o termo? Nem eu. Senti-me ignorante e ultrapassada, e fui correndo estudar. Na verdade, tenho certeza que, tanto você como eu sabíamos da existência desse tipo de abordagem, mas faltava a teoria.

A Biomimética estuda as estruturas biológicas e as suas funções, procurando aprender com o meio ambiente, suas estratégias e soluções, e utilizar esse conhecimento em diferentes domínios da ciência. Ela busca por soluções inovadoras, copiando o comportamento dos seres vivos. Os biomimeticistas (não sei se o termo existe…) trabalham com a natureza como modelo, inspirado-se nos sistemas usados por animais, plantas, fungos, algas e até bactérias. Este ramo da ciência permite desenvolver ou aperfeiçoar novas soluções de engenharia, estimular novas ideias, sendo que os biomimeticistas encontram na Natureza um modelo perfeito de inspiração e de imitação.

Este campo de estudo e trabalho proporciona o desenvolvimento e aperfeiçoamento de respostas a questões de engenharia, medicina, TI, cosmética, construção, reflorestamento, eficiência energética, embalagens, sistemas de produção, linhas de montagem e de transporte e tantas outras que não dá para imaginar. Enfim, essas são as ações já desenvolvidas ou já em desenvolvimento. Certamente, o futuro trará muitas outras.

Trabalhar e estudar em Biomimética proporciona o desenvolvimento e o aperfeiçoamento de respostas a questões de engenharia, medicina, TI, cosmética, odontologia, construção, reflorestamento, eficiência energética, embalagens, sistemas de produção, linhas de montagem e de logística. Enfim, essas são as ações já desenvolvidas ou em desenvolvimento. Fiquei extremamente impressionada com o avanço do tema, inclusive no Brasil. Depois que comecei a pesquisar sobre o assunto, me apaixonei e encontrei até uma página no Facebook para seguir.

Esta é mais uma possibilidade de trabalho e emprego para profissionais de várias áreas. Já em 2014, a Revista Forbes apontava a biomimética como uma das principais tendências que irão orientar os negócios no futuro. É economia circular, é trabalho colaborativo, é engenharia, biologia, design, negócios e todas as áreas com visões complementares. É moderno, socialmente responsável, curioso, um desafio para mentes voltadas para o futuro.

Biomimética traz até mesmo fundamentos para lidar com desenvolvimento pessoal e comportamento humano. Alguns gestores mais visionários têm utilizado treinamentos junto à natureza, buscando os links entre processos naturais colaborativos e de gestão corporativa. Bem, preciso estudar bem mais sobre esse segmento, mas acredito que vai render bastante conversa por aqui.

Resumindo, se você está buscando trabalho inovador, alinhado com sustentabilidade e colaboração essa é uma atividade que encaixa em você. Da mesma forma, se você é um empreendedor cheio de ideias arrojadas e ousadas, vá atrás de parceiros que complementem seus conhecimentos e crie coisas realmente importantes para todos nós.

Ressalto, entretanto que não é apenas uma maneira de ganhar dinheiro, mas é de contribuir para a região onde mora e mesmo para o mundo todo e construir um futuro melhor para seus filhos e netos. Achei uma definição que realmente me abalou: é a economia do significado.*

Fotos: todas copiadas do Google, mas cada uma delas vinda de reportagens, estudos e empresas que utilizam a biomimética no desenvolvimento de seus produtos e projetos.

* Daniel C. Wahl, biólogo, cientista holístico, PhD em design para sustentabilidade - autor de Designing Regenerative Cultures.

Categorias
Carreiras - Construção e Transição Confetes e News Desenvolvimento de Pessoas

De olho numa promoção?

Estou compartilhando um resumo de cinco dicas de Alyson Garrido, coach de carreira americana, pois concordo e achei bom mostrar para mais pessoas. Veja abaixo, espero que ajude se você estiver buscando uma promoção.

Seja visível

Auxilie seus colegas sempre que puder

Colabore com os projetos dos outros

Participe de grupos de trabalho

Almoce com seus colegas em vez de comer na sua mesa

Use caminhos diferentes quando sair do banheiro e diga olá para colegas que encontrar no trajeto

Esteja presente em eventos corporativos não obrigatórios

Largue tudo

Quando disser a alguém que tem tempo para conversar, ajudar ou responder a alguma pergunta, largue e concentre sua atenção no outro

O telefone, o computador, os relatórios, tudo pode esperar para que você escute ativamente o outro

Leve em conta a maneira com que faz os outros se sentirem ao se aproximar de você

Você não precisa estar sempre disponível, mas quando diz estar, esteja totalmente

Seja pessoal

Saia do papel profissional e compartilhe alguma informação pessoal

Mostre que se importa, perguntando sobre família, férias, hobbies

Cuidado para não parecer intrometido, faça tudo com moderação

Use informações pessoais de seus colegas para construir camaradagem e confiança

Conquiste aliados

Escolha envolver-se naqueles projetos extras que poderão lhe trazer habilidades úteis aos seus planos de crescimento

Se estiver buscando um papel de liderança, seja mentor de colegas mais jovens, eles poderão falar de suas qualidades

Se quiser mudar de esquipe, veja se pode apoiar essa equipe, mostrando suas habilidades transferíveis

Seja seletivo na sua generosidade para ter certeza de que não está se espalhando demais

Não precisa correr

Essas ações não exigem que você corra

Quando você se move muito rápido, a possibilidade de cometer um erro aumenta muito

Reserve tempo para ler emails com mais cuidado

Não precisa responder todas as menagens imediatamente, pense bem na resposta

Seja realista ao estabelecer os prazos de entrega de seu trabalho para evitar expectativas irrealistas

Crie espaços para respirar

Espero que essas dicas sejam úteis. Use sempre que puder, pois poderão fazer a diferença entre você chegar aonde quer ou ficar no meio do caminho.

Categorias
Carreiras - Construção e Transição Desenvolvimento de Pessoas

Sobre Inteligência Emocional

Andei pensando nas competências que são cada vez mais importantes no mercado de trabalho e resolvi sugerir que você descubra como vai sua inteligência emocional. Não chega a ser um teste, apenas algumas perguntas, para você ter o tema em mente. Quer descobrir? Veja abaixo. Se a maioria das respostas for SIM, tudo bem. Se forem NÃO, é hora de começar a trabalhar no assunto.

O assunto não surgiu do nada na minha cabeça. Percebi que qualquer artigo que trata do futuro do trabalho cita Inteligência Emocional como um dos fatores críticos para o sucesso dos profissionais e também das empresas.

No momento, não tenho em mãos uma pesquisa confiável, mas quero acreditar que o sucesso de ambos está diretamente ligado à forma com que as pessoas se entendem no ambiente de trabalho e, em consequência, conseguem trabalhar melhor juntos.

foto Markus Spiske

Por outro lado, nos treinamentos de liderança e gestão dos quais participei, preparados a partir do pensamento mais moderno sobre o tema, um dos pontos mais ressaltados é o poder que a motivação tem para aumentar a produtividade das equipes, muito maior que atitudes autoritárias e distantes. Entender seus liderados demanda muita inteligência emocional, então se você já está ou quer estar numa posição de comando, precisa desenvolver muito essa competência.

Foto de capa de Alex Iby

Categorias
Alerta Vermelho Carreiras - Construção e Transição Confetes e News

Está na hora de movimentar sua carreira? Veja algo que pode ajudar

Tenho acompanhado, tanto quanto sou capaz, dezenas de informações a respeito do futuro das pessoas, do trabalho, do lazer, da vida. Sou uma curiosa a respeito de tudo de maravilhoso – ou assustador – que o futuro nos reserva.

Foto Samuel Zeller

Sei, por exemplo, que lá por volta dos anos 30 (2030, bem entendido) nosso córtex poderá estar conectado à nuvem. Quero viver até lá, pois adoraria ter meus pensamentos gravados, meus sonhos loucos passíveis de serem contados e escritos, mesmo que apenas para mim mesma.

Já ouvi que robôs farão o trabalho dos humanos, com duas consequências possíveis: humanos descansado e curtindo ou humanos sem trabalho amargando uma super frustração. Na primeira hipótese, os robôs gerariam renda suficiente para garantir que todos os humanos recebessem uma renda básica que lhes permitisse viver sem preocupações com os gastos cotidianos. Na segunda, bem, nessa nem quero pensar.

Entretanto, enquanto milhares de estudiosos estão debruçados sobre as consequências do avanço da tecnologia no mercado de trabalho dos próximos 30 anos e no desaparecimento de inúmeros postos, eu e Roberta Holanda, – Consultora de Finanças, Empreendedora e Coach Financeira – reunimos informações fundamentais para abordar o mercado de trabalho num futuro mais próximo, ou seja, amanhã ou no mês que vem.

Foto Alex Knight

Claro que os empregos como são hoje já estão mudando, as características e qualificações exigidas daqui a 5 anos já serão um pouco diferentes. Sem dúvida, as necessidades das pessoas também estarão em movimento e os empreendimentos de hoje precisarão ir se adaptando. Entretanto, ainda temos algum tempo em que as coisas são mais ou menos estáveis.

Acreditamos que antes de chegarmos ao ponto de ver os robôs trabalhando e gerando renda, e antes de atingirmos a Renda Básica Universal, teremos que enfrentar, especialmente em países em desenvolvimento, anos de empregos ou iniciativas mais tradicionais para gerar nossa própria renda e com isso sustentar nossas famílias.

Vai daí que decidimos coletar e organizar uma série de informações pertinentes a movimentos de carreira num único lugar, o livro Carreiras e FuturoComo construir ou mudar sua trajetória de Carreira.

Esse livro foi concebido com o propósito de auxiliar pessoas em busca de alternativas para abordar movimentos profissionais e pessoais com segurança e objetividade. Reúne informações úteis para quem está iniciando ou mudando de carreira, com dicas de autoconhecimento, finanças, opções de carreiras e de mercado, no futuro que se inicia amanhã.

Publicamos a versão online na Amazon, http://amzn.to/2k8wo7G, onde pode ser adquirido facilmente. Teremos também uma versão mínima em papel, editada pela Reality Books, cujo lançamento para convidados será no início de 2020.

Categorias
Carreiras - Construção e Transição Desenvolvimento de Pessoas

Riscos: fracassos ou sucessos

Captura de Tela 2019-07-31 às 11.33.10Acredito que é impossível atingir o sucesso sem correr certos riscos. Seja na vida pessoal, seja na vida profissional, em algum momento você vai ter que apostar suas fichas em uma ou outra opção e torcer para que ela seja a certa.

Não vou, claro, recomendar que você corra riscos apenas para mostrar que é corajoso. Isso é bobagem infantil. Corra riscos quando eles forem necessários, mas tomando o cuidado de avaliá-los o melhor que puder antes de tomar qualquer atitude.

Captura de Tela 2019-07-31 às 11.59.41Se for capaz de desenvolver a habilidade de olhar uma situação e julgar objetivamente se vale a pena correr riscos, você terá muito maiores chances de vencer do que de fracassar. Logicamente, para adquirir essa capacidade você terá que ter o maior conhecimento possível das questões envolvidas no problema. Sabendo mais, seus esforços serão menos arriscados.

Captura de Tela 2019-07-31 às 11.34.19Tem que enfrentar um novo desafio? Estude ao máximo antes de ir em frente. Busque informações, fale com quem já passou pela experiência, calcule os prós e contras, defina se é capaz de lidar com a situação se ela sair do controle.

De qualquer maneira, mesmo aqueles riscos que o levam ao fracasso podem aproximá-lo de seus objetivos. Claro que dá trabalho transformar falhas em aprendizado de valor e, mais ainda, originar um plano para atingir um resultado melhor numa próxima vez. Entretanto, isso não é apenas possível, mas pode ser significativo para deixá-lo mais forte e sábio.

Captura de Tela 2019-07-31 às 11.45.56Sabe o que é mais importante? É você ser capaz de sair de uma situação de risco e fracasso aprendendo com ela. Lembre-se que mesmo um fracasso é fruto de um movimento e ainda é melhor sair-se mal em uma situação do que ficar paralisado, sem fazer nada.

Importante também é não medir sua capacidade e suas habilidades por um ou outro momento em que tomou a decisão errada e falhou. Hoje você pode ter se saído mal, amanhã será outro dia e você poderá usar a má experiência como uma alavanca para ir mais alto do que esperava.

Captura de Tela 2019-07-31 às 11.35.55Lembre-se, por último, que outras pessoas poderão ter passado pela mesma situação e poderão compartilhar suas experiências com você. Outras serão capazes até de ajudá-lo, então não acredite que deve fazer tudo sozinho, busque ajuda sem medo. A vida fica mais fácil com compartilhamento de ideias e de capacitação ou mesmo de um simples apoio ou escuta ativa.

Categorias
Alerta Vermelho Carreiras - Construção e Transição Desenvolvimento de Pessoas

Foco é fundamental para chegar lá

Categorias
Carreiras - Construção e Transição Confetes e News

Lidar com cargo de maior responsabilidade é muito difícil?

Como o assunto mais citado na minha pesquisa sobre Desafios da Liderança foi sobre como lidar com cargo de maior responsabilidade, decidi rever um post escrito em 2011. Fiz alguma atualização, claro, mas basicamente não houve grandes mudanças nos comportamentos esperados de um novo líder.

Captura de Tela 2017-11-24 às 16.06.46“Bem, depois de muito trabalho e esforço, você foi promovido a chefe da equipe da qual fez parte até ontem. Você entra no seu espaço diferenciado dos demais, sente-se orgulhoso, recompensado pela dedicação e empenho com que se destacou dos outros. Cadeira confortável? Mesa maior? Uma sala fechada? Maravilha! E agora? Como vai ser com seus camaradas, seus companheiros de almoço, de piadas sobre o chefe, de reclamações e fofocas? Pensa que é fácil? Não é mesmo.

A primeira coisa que você deve ter notado é que agora você tem um papel diferente dentro da organizacão. Você foi escolhido para liderar essa equipe, para obter o melhor de seus subordinados, agora você é o responsável por trazer os resultados. Bem, sua carreira de executivo iniciou e ela é diferente de sua carreira de subordinado. Você foi chamado para essa posição porque seu chefe reconheceu em você capacidade de mobilizar pessoas e motivá-las a produzir aquilo que a empresa precisa para atingir suas metas.Captura de Tela 2017-11-24 às 16.09.11

Não pense que, porque chegou a essa posição tudo está resolvido. Lembre-se que nos primeiros momentos você é um cara sob observação e os olhos de todos estão sobre você. Há um período de iniciação em que você terá de ser aceito pelos seus próprios pares, além da própria equipe. Não precisa ficar assustado com isso, todos os outros executivos passaram por esse período e, se você não tivesse mostrado capacidade, certamente não teria sido promovido.

Captura de Tela 2017-11-24 às 16.11.52Apenas aceite que esse período existe e não tente dar a impressão de que sabe tudo a respeito de liderar essa equipe somente porque fez parte dela. Não se acanhe em fazer perguntas, em buscar respostas claras sobre o que sua chefia espera de você, peça opiniões e sugestões aos subordinados. Afinal, gerir uma equipe exige que, além de conhecimento técnico você precisa ser capaz de controlar as tensões do grupo e manter o time focado em missão, valores, metas, indicadores de desempenho, agenda…

Captura de Tela 2017-11-24 às 16.15.00Você terá que ser capaz de antecipar problemas, identificar opções, desenvolver estratégias, estabelecer metas e planos de ação. Vai ter que organizar a distribuição de tarefas, facilitar a ação das pessoas, fazer correções de rota quando necessário.

Captura de Tela 2017-11-24 às 16.18.17Você terá que limitar as fofocas, mesmo que seus subordinados sejam seus super-amigos. E, se alguma chegar a você, lembre-se de, antes de tomar decisões, achar um jeito de separar o que é fato do que é fruto de opiniões ou sentimentos. Aprenda a ouvir os diversos lados envolvidos, de forma delicada para não ofender ninguém e para que seus velhos amigos não pensem que o cargo lhe subiu à cabeça.

Lembre-se que, para você se sair bem, é necessário criar alianças e parcerias com chefes, pares e com sua equipe. Você não precisa saber tudo de tudo, saiba o essencial e saiba quem tem as respostas para as diversas questões do seu dia-a-dia. Busque ajuda de outros gerentes se precisar e, principalmente de seu chefe, pois ele está tão interessado quanto você no seu triunfo.Captura de Tela 2017-11-24 às 16.23.40

Não pense que é necesário mudar sua personalidade, tratar friamente seus amigos só porque virou chefe deles. Existem muitas maneiras delicadas de sair fora de uma fofoca ou de uma conversa boba. Aos poucos as pessoas percebem que seu papel mudou e começam a tratá-lo como chefe, sem com isso deixarem de ser seus amigos. E daqui a pouco você vira Diretor…”

Categorias
Carreiras - Construção e Transição Confetes e News Desenvolvimento de Pessoas

Desafios da liderança

Liderar é estar à frente de um grupo de pessoas, designar os caminhos a serem percorridos, transformar esse grupo em uma equipe coesa e conduzir essa equipe até os objetivos para os quais ela existe.

Por isso, fizemos uma pesquisa entre amigos para saber quais são os atuais problemas enfrentados no exercício da liderança. Essa pequena pesquisa, com apenas uma pergunta, trouxe aqueles assuntos aos quais daremos preferência nos nossos estudos e no compartilhamento de informações. O resultado, que permitiu mais de uma resposta, foi o seguinte:

  • Lidar com um cargo de maior responsabilidade                                                       28,6%
  • Motivar um grupo pouco produtivo                                                                             21, 4%
  • Lidar com um ou mais funcionários problema                                                          14,3%
  • Conciliar demandas da administração superior com os recursos disponíveis    21,4%
  • Responsabilizar-se pelos erros da equipe                                                                      7,1%
  • Alinhar acionistas inseguros e indecisos                                                                        7,1%

O gráfico resultante está abaixo. Usei Google Forms, um ótimo recurso para pesquisa.

 

Captura de Tela 2017-11-22 às 15.07.17

Aguardem os próximos posts. Vamos dar dicas sobre como lidar com essas questões.