Categorias
Confetes e News

Apologia do atraso como apelo eleitoral

Tenho observado um pouco as campanhas eleitorais. Afinal, para alguém que, como eu tem estudado as mulheres e suas carreiras, as angústias que elas enfrentam diariamente para integrar suas vidas pessoais e profissionais e as dificuldades em provar sua excelência técnica e gerencial, o fato de termos duas mulheres com chances reais de ganhar a corrida é aparentemente muito positivo. Sou de uma geração que foi quase linha de frente na busca de igualdade sexual de direitos, liberdades de escolha e respeito profissional do mesmo nível que os homens usufruem desde séculos.

Captura de Tela 2014-08-27 às 15.36.47Independente de questões ideológicas, tenho tentado ver as candidatas e suas aparições na mídia com o olho de quem observa como isso pode ser um fator importante na facilitação da batalha diária de milhões de mulheres brasileira,s que buscam seu lugar devido no mercado de trabalho do País.

Confesso que fiquei chocada, triste até, com duas cenas envolvendo nossas duas principais candidatas. A primeira delas, antes do início da propaganda eleitoral gratuita, foi uma foto da candidata Marina Silva, fazendo a bainha de um vestido. Era acompanhada de uma piada, claro, mas a foto estava lá para quem quisesse ver. A segunda foi na propaganda eleitoral da Presidente Dilma, onde um marketeiro machista e atrasado fez com que ela, constrangida, cozinhasse um macarrão.

Daí me pergunto, por que as mulheres precisam mostrar, além das competências imensas exigidas para seus cargos, que são ainda boas donas de casa? Por que isso ainda é necessário? Para mostrar que são humanas? Alguém teria dúvida sobre qualificações humanas de duas pessoas que estão concorrendo à Presidência da República, independente de sua trajetória, acertos e erros, concorrendo em nome de grandes partidos e parcelas significativas da população? Precisam saber cozinhar e costurar? Para mostrar que são boas donas de casa ou pessoas simples, do povo?

Para comandar o País, eu prefiro alguém de postura reconhecida como forte, capaz de lidar com os grandes encontros internacionais, levar o País com dignidade ao seu lugar entre as potências desenvolvidas. Por mais que admire quem escolhe ser uma boa dona de casa ou alguém simples, não acredito que essas características sejam relevantes para a imensa tarefa representada pela Presidência da República.

Captura de Tela 2014-08-27 às 15.40.48Prefiro ter no comando da Nação alguém, de salto alto se for o caso, mas com coragem, força, conhecimento para enfrentar os imensos problemas que um país continental como o Brasil tem pela frente. Eu prefiro uma pessoa que seja capaz de priorizar a solução das grandes mazelas que enfrentamos na educação, saúde, economia. Eu prefiro que ambas me mostrem que são qualificadas nesses temas e em outros que são realmente relevantes para todos os cidadãos brasileiros.

As duas senhoras que se apresentam ao mais alto cargo do País, independente de suas crenças políticas, têm qualificações suficientes para estar nessa corrida, tenho certeza. Alguns poderão concordar com o pensamento de uma ou de outra, outras poderão não concordar com nenhuma, mas ambas foram ministras, gerenciaram grandes orçamentos, lidaram com milhões de pessoas.

Então, senhores marketeiros, façam um favor às mulheres desse País. Parem de reforçar esses estereótipos de Amélias. Não precisamos disso. Precisamos que todos percebam e acreditem que mulheres podem ser tão competentes quanto os homens para administrar qualquer coisa e não precisam necessariamente ser boas costureiras ou cozinheiras para serem humanas, podem comprar comida e roupa prontas, terem quem as ajude a cuidar das crianças e da casa. Isso não as faz menos mulheres e não as torna mais fracas.

Por Maria do Carmo Marini

Há dez anos trabalhando com pessoas, seu desenvolvimento e o que elas querem dizer ao mundo, minha formação eclética me levou a viver experiências profissionais mais lúdicas e generosas . Escrevo artigos e livros, além de produzir conteúdo moderno, bem fundamentado e num visual extremamente prazeroso para clientes de diferentes segmentos.
Faço parte de uma tribo otimista e alegre e acredito que o mundo tem potenciais inexplorados e fascinantes a serem descobertos. Considero a família – marido, filhos, netos, irmãs e irmãos – meu porto seguro. Curiosidade e paixão pela vida me fazem aprender e buscar coisas novas sempre. Adoro gente inteligente e elegante. Viagens, cinema e livros me encantam, bem como encontrar os amigos para compartilhar boa comida e boa bebida. Estou sempre disposta a compartilhar experiências, conhecimentos e estórias.

Minha formação viaja de Engenharia Elétrica, passa por Consultoria de Carreira e Desenvolvimento de Pessoas, e mais umas coisinhas. Passo a vida a aprender, o que me permite produzir conteúdo de qualidade e compartilhar informações interessantes nas mídias sociais. Tenho especialização em Comunicação Corporativa pela FGV, Curadoria do Conhecimento pela Inesplorato e pós-graduação em Consultoria de Carreira pela FIA-USP. Sou parceira estratégica do Escritório de Carreiras da USP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s